CLIENTES E PROJETOS

Consultoria de implantação de projeto de expansão - Lwarcel

Controle de Acesso

Credenciamento

Gestão de Transportes

Esta consultoria teve por objetivo avaliar e dimensionar juntamente com a Lwarcel a estrutura necessária referente à Central de Serviços para a fase de obras do Projeto Lwarcel.

Desenvolvimento

  • Estudo, dimensionamento e indicação do posicionamento físico das seguintes áreas:
    • Escritórios administrativos do canteiro de obra;
    • Central externa de primeiro atendimento;
    • Banheiros químicos / containers;
    • Centro social.

  • Planejamento estratégico:
    • Limpeza período de obra;
    • Utilização do restaurante;
    • Logística de transporte dos terceiros;

  • Análise do Histograma e Região da Obra para dimensionamento dos itens abaixo:
    • Serviços a serem oferecidos: Banco, correios, Atendimento Médico, Corpo de Bombeiros, lanchonete, papelaria, venda de passagens, entre outros (intermediando a negociação com os órgãos);
    • Dimensionamento refinado do restaurante e alojamento (definindo: área de lazer, recepção, etc);
    • Sistema de acesso, contemplando: portarias de pessoal, catracas, etc.


Pequena em terra de gigantes, e pouco conhecida, a Lwarcel Celulose, que faz celulose branqueada de eucalipto no interior de São Paulo e é controlada pela família Trecenti, quer ganhar musculatura e garantir presença mundial em um mercado hoje dominado por suas pares brasileiras Fibria e Suzano Papel e Celulose. Com capacidade instalada para 250 mil toneladas anuais - equivalente a um sexto do volume que pode produzir sozinha uma modernas linha de celulose, como a que está montando a Eldorado Brasil -, a empresa se prepara para investir R$ 2 bilhões e alcançar a marca de 1 milhão de toneladas de produção.

É um passo ousado e a decisão pelo investimento está praticamente tomada, diante da necessidade de ganhar escala e assegurar a sobrevivência em uma indústria que está em pleno de ciclo de crescimento. Até agora, a aposta em tecnologia de ponta e melhores práticas garantiu à Lwarcel custos competitivos e clientela cativa. Contudo, manter-se no páreo, competindo com concorrentes robustas, dependerá da nova rodada de investimentos.

A produção adicional também permitirá à empresa alterar seu mapa de vendas. Atualmente, cerca de 75% da celulose que produz é comercializada no país. O restante é exportado para a Europa, com destaque para a Alemanha, e outras regiões. Inaugurada a "nova" fábrica, o maior volume deverá ser direcionado para o mercado externo, com destaque para os países asiáticos - o mix de clientes deverá permanecer diversificado, entre produtores de papéis de imprimir e escrever, tissue (absorvente), embalagens, entre outros.

Fonte: Site SP Investe

 

Take 1